Fight Club

pinksoap.jpg

(O texto a seguir é antigo, mas revi o filme recentemente e senti o mesmo soco na boca do estômago!)
“The first rule of Fight Club is, you don’t talk about Fight Club.” Só que eu preciso falar do Clube da Luta. Eu acho até que estou precisando de um Clube da Luta. Para acordar com os socos e pontapés do sonho no qual eu me obrigo a viver. Edward Norton, no início do filme, se parece comigo. Trabalha, viaja por todo o país para uma companhia de seguros e faz inspeções em acidentes. Ganha dinheiro e faz compras. Sonha com móveis, eletro-domésticos, utensílios inúteis, objetos de decoração “imprescindíveis” e certamente ele vê todos os programas da Martha Stewart.
Quando ele conhece Brad Pitt eles começam a falar sobre consumismo e Pitt é radicalmente contra, pois ele vê claramente que tudo isso é ilusão e não serve de nada. “Você precisa se libertar. E só a dor pode te libertar.” Norton cita Martha Stewart e Pitt responde, “Fuck Martha Stewart!! Ela está polindo o Titanic. Vai tudo afundar.” Eu dei uma gargalhada nervosa.
Lembrei-me de mim mesmo, procurando por um “bico dosador” no shopping, desses que a gente vê nos restaurantes, em garrafas de azeite e vinagre. É que eu li na revista da Martha Stewart que fica super bonito colocar detergente líquido numa garrafa de vidro com um “bico dosador”. A pia fica mais bonita, você pode comprar uma embalagem econômica de detergente (daquelas grandonas) e ir colocando no vidro conforme precisar. Com isso gasta menos e ainda é ecológico pois joga fora menos embalagens de plástico. Tá bom, tudo isso é bastante lógico mas eu me vi durante DIAS atrás da porra do “bico dosador” e ainda não encontrei um que me sirva!!
Eu preciso da dor do Clube da Luta!!
Claro que as coisas ficam um tanto extremadas em “Fight Club” mas eu confesso que esse é o melhor filme que vi em TEMPOS!! “Fight Club” ACORDA a gente e mexe com nossas convicções. Trabalhar, ganhar dinheiro, comprar, ostentar, trabalhar mais, comprar aquele conjunto de xícaras e pires com enfeites verdes que vi na “Tok & Stok”, trabalhar mais, limpar a casa, deixar a pia limpinha, sem nem uma gota d’água, pagar a TV a cabo, ver Martha Stewart e aprender a confeitar biscoitos, que levam duas horas pra fazer e dois segundos pra comer, trabalhar, ganhar dinheiro, pagar aluguel, dobrar toalhas de forma que seu armário pareça a prateleira de uma loja chique e cara…
Onde tem um Clube da Luta??

greensoap.jpg

Quando o filme terminou eu estava dividido. Tenho duas personalidades, só pode ser. E uma delas está espelhada no canal Sony. É pra lá que eu vou. Não quero pensar mais em sabão, limpeza, emprego, decoração… Mas o Sony Entertainment Television me entorpece e eu me deparo com “Wasteland” que nunca tinha visto. Apesar do nome (“Terra do Desperdício”), Wasteland é uma espécie de Dawson’s Creek mais crescidinho onde todos os personagens moram numa Nova York limpinha, bonita e rica. Todos os móveis são novos e belos, os sofás estão cobertos por mantas maravilhosas e os assoalhos reluzem. Não há um rosto amassado e os problemas existenciais aparentam ter a única função de nos fazer sentir pena por eles serem todos tão lindos. Parece “Melrose Place” com falas mais bem escritas. Bem, quem escreve é o Kevin Williamson, o mesmo de Dawson’s Creek. Oh, God!
Algumas coisas de “Fight Club” eu nunca esquecerei. Brad Pitt faz sabão com gordura humana, que ele rouba do lixo de uma clínica de lipoaspiração. Depois ele vende os sabonetes de glicerina para lojas chiquérrimas e o Edward Norton pensa, “É irônico que essas mulheres comprem sabão feitos com a gordura de suas próprias bundas.” O ciclo se completa e a gordura volta pra onde saiu. Argh!
A namorada maluca do Edward Pitt (ou seria Brad Norton?) diz a certa altura, “A camisinha é o sapatinho de cristal de nossa geração. Você a coloca quando encontra um estranho. Dança a noite toda e depois joga fora – a camisinha, não o estranho.” Pensando bem, até o estranho se joga fora hoje em dia, né?
Clube da Luta vai me atordoar por muito tempo. Pelo menos até eu conseguir achar o perfeito bico dosador. Aí todos os meus problemas estarão resolvidos.

4 thoughts on “Fight Club

  1. Fezoca!! Vamos colocar esse seu texto no próprio blog!!! Ele é muito legal!!! Faz isso, faz!
    Beijocas
    P.S.: Essa história de uma conversa entre eu e você (publicamente) é o máximo do egoísmo, mas é MUITO LEGAL! Hahahaha!! A gente, pelo menos, permite os comentários, né? ;^))

  2. Eu de novo! ;-))) Moa, eu tive a pachorra de ir procurar meus comentarios sobre O Bico Dosador, na lista de cinema Cine & TV, pra poder colocar aqui [na conversa so de eu e voce… ha ha ha!]. Eu fui ver o filme por causa do seu texto. Olha so:
    …..
    “Okay, eu vi……. E o que vou escrever aqui, agora, ainda com os olhos ardendo? Sei la… Achei o filme estupidamente violento. Um soco no estomago. Mas pra sair dessa letargia em que vivemos, so mesmo levando uma nas tripas! Eh, realmente nao somos o que vestimos, onde moramos, o carro que dirigimos, os empregos que temos. Nao somos nem mesmo quem pensamos ser. Alguem aqui ja teve a sensacao de que existem varias pessoas [ou personas] dentro de nos? Uma paranoia esquizofrenica…. Uma foto, outra foto, uma olhada no espelho e todas as vezes alguem diferente aparece. Isso acontece pacas comigo. Eh o dualismo, um paradoxo….? Querer ter tudo certinho [ou ter tudo certinho, porque nao estar ajustado as vezes pode ser insuportavelmente ultrajante!] e fazer tudo certinho, se apresentar
    certinho [um dente quebrado, um dedo torto, uma cicatriz, uma espinha.. oohwmaigod, que hooroR!]. De repente, foda-se! Baixou a pomba gira? Ou eh so a persona que gostariamos de ser ou que realmente
    somos tomando conta da parada. A minha eh exatamente como o alter-ego do Edward Norton. Me deixa louca! Me critica, me dah na cara, me trai,
    se mostra mais bonita e esperta que eu, veste umas roupetas funky [‘ueh, mas voce sempre disse que esse tipo de decote ou estampa nao lhe caia bem….’] e nao engasga, nao tropeca, nem treme. Vou ter que mata-la qualquer dia, ou deixar ela me dominar totalmente e entao sair por ai chutando latas!
    Talvez eu nao tenha tido a mesma reacao do Moa ao ver o filme, porque eu nao gosto daquela bitch da Martha Stewart [assisto, porque sou imitona e nao tenho personalidade!], nao assisto sitcoms, nao compro no catalogo, minha casa eh baguncada e eu nao sou jeitosa, apesar de querer muito ser e me esforcar pacas para tanto [ate acordar as 9am
    pra ver a MS….]. Mas reagi a critica ao consumismo do filme, e fiquei com raiva quando o personagem do Ed Norton vai contra o do Brad
    Pitt. Ta certo, ta certo…. Explodir os predios de todas as instituicoes financeiras nao eh a melhor solucao, mas o Pitt era tudo o que o Norton tinha de cool. A cagonice dele me irritou. Eu pensava ‘como eu vou reagir entrando num shopping amanha?’. E eu tenho uma baita divida em todos os meus cartoes de credito. That’s the American
    way of life, babe! Quanto mais voce deve, mais voce tem credito……
    Helena Bonham Carter esta muito legal, sem aquele sotaque de inglesa chata e o Meat Loaf com peitos me deu um desespero… O filme eh violento demais e fica muito dark, com o desenvolvimento do exercito de fanaticos. Mas tem umas cenas otimas…. Como a do acidente de carro, onde o Pitt diz para o Norton relaxar e parar de querer
    controlar tudo… E todas as cenas da dualidade do personagem do Norton, que pra mim nao teve surpresa, pois como eu ja tinha decidido nao ver o filme, me refastelei lendo os os artigos e mensagens de listas de cinema que contavam o segredo do filme…. Nao sei se fez diferenca no impacto da mensagem do filme, mas eu gostei de tudo!
    E quando ao ‘bico dosador’…. Moa, pode deixar que eu providencio esse gadget imprescindivel pra sua vida de Tyler Durden…… 🙂 :-)”
    ………………….

  3. Ah!!!
    E quero que voce poste aquele texto do Terence Stamp. E vamos colocar uma foto do nosso muso aqui, hein? Tamu marcandu bobeira, nego!! :-)))
    Bjus!!

  4. Ha!!!!!
    Moa, era EXATAMENTE sobre o Clube da Luta que eu queria que voce postasse!!! Voce [leu meu pensamento…] guapo!!! HoHoho!!
    Beijos!!

Comments are closed.