Eu estou procurando por um filme com o Michael Caine que vi na tv quando eu tinha uns quinze ou dezesseis anos e que me impressionou muito. Não tenho o título, não tenho nenhuma informação. Mas nessa busca acabei achando Alfie, um dos primeiros filmes protagonizados pelo Caine, em 1966.
Alfie conta a história de um mulherengo aproveitador que usa as mulheres conforme o seu interesse. Ele trabalha em bicos, mora num muquifo e ataca todas as mulheres que por acaso cruzem o seu caminho. Ele não tem nenhum escrúpulo, não se envolve emocionalmente com ninguém e tem sempre uma estratégia para não deixar o relacionamento se aprofundar mais do que um mero encontro sexual [ou serviçal, no caso de algumas que cozinhavam e limpavam para ele]. Mesmo com esse perfil horrivelmente machista, acabamos sentindo simpatia por Alfie, porque sabemos que lá no fundo que ele é um cara legal e solitário.
O filme tem uma estrutura moderna, com o protagonista conversando com a câmera [como se fosse um amigo, te contando uma história] , até mesmo entre diálogos. Shelley Winters é a mulher fatal, que ensina Alfie uma lição. E a trilha sonora é maravilhosa, composta pelo jazzman Sonny Rollins.
Me diverti assistindo Alfie, numa tórrida e tediosa tarde de segunda-feira. E adorei aprender as gírias de malandro londrino da década de sessenta, que torturaram meus ouvidos e me obrigaram a usar legendas!

3 thoughts on “Alfie

  1. Estou procurando para comprar o filme “alfie”, com Michael Caine. Se alguém tiver a informação de como obtê-lo agradeço pela ajuda.

  2. Fezoca,
    diga lá o q lembra do filme do M.Caine de sua adolescência, que assim postado desencadeia uma rede de ajuda, alguém ira lembrar qual era 😉
    Baijus,
    T

  3. Interessante descoberta. Até hoje só conhecia Alfie graças à trilha sonora composta pelo Burt Bacharach (e, diga-se de passagem, com uma das melhores interpretações de Dionne Warwick). Outra informação que me chamou a atenção foi saber que a Shelley Winters interpreta uma femme fatale. Inusitado, ao menos para mim, que tenho na memória a mulher desagradável que estragou o romance entre Liz Taylor e Montgomery Clift em A Place in the Sun, ou a mãe de Lolita no filme do Kubrick.

Comments are closed.