Um filme independente que eu assisti já faz um tempo no cinema e não comentei – Lovely & Amazing.
O filme é uma comédia sobre mulheres. Dessas que te fazem rir e chorar, depois tascam uma lição de vida qualquer, pra você entender que não está sózinha neste mundo, que existem outras mulheres com problemas parecidos com os seus. Eu me identifiquei com uma deles, obviamente. Me vi na irmã mais velha, a mãe de família desleixada, procurando um emprego, tentando vender umas coisas horrorildas que ela chama de arte.
Lovely & Amazing conta a história de quatro mulheres: a mãe [Brenda Blethyn], uma mulher vaidosa prestes a fazer uma cirurgia estética e flertando e alimentando ilusões que o médico que a vai operar está interessado nela; a filha mais velha [Catherine Keener], uma loser total, irônica e amarga; a filha mais nova [Emily Mortimer], uma atriz sem nenhuma auto-estima; e a filha adotiva [Raven Goodwin], uma menina negra, obesa e com uma atitude arrogante.
O filme passeia pelos problemas das mulheres, detalhando todas as neuroses e fraquezas. A irmã mais velha descobre que o marido tem um amante e se envolve com um rapaz de dezessete anos. A irmã mais nova ouve da sua agente que ela foi recusada para o papel porque não é ‘sexy’ o suficiente. A mãe entra em coma durante a lipoaspiração.
O elenco masculino é totalmente coadjuvante. Jake Gyllenhaal [ o queridinho do momento no cinema independente] se apaixona pela irmã balzaquiana. James LeGros não agüenta as inseguranças da irmã mais nova e Dermot Mulroney é um ator famoso que vai contracenar com ela num teste e que mais tarde terá a tarefa desagradável de fazer uma crítica – cara-a-cara – de todos os defeitos do corpo da atriz.
Lovely & Amazing é um filme gostosinho e divertido, bom para uma sessão de cinema numa tarde de domingo.
Veja o trailer.

One thought on “Lovely & Amazing

Comments are closed.