Cat on a Hot Tin Roof

Toda vez que eu assisto Cat on a Hot Tin Roof de 1958, eu vibro com o filme. E eu já perdi as contas de quantas vezes já vi essa adaptação do texto de Tennessee Williams. Adoro a história de competição, traição, mesquinharias, paixão e vingança, a atuação exagerada dos atores, os confrontos – especialmente entre a feiona e chatona Mae [Madeleine Sherwood] e a maravilhosa Maggie, the cat [Elizabeth Taylor], e todo o clímax, quando a família finalmente tem que enfrentar seus fantasmas: o câncer terminal de Big Daddy [Burl Ives] e os medos e fraquezas do ex-atleta alcóolatra Brick [Paul Newman].
Elizabeth Taylor está linda e apesar de parecer uma oportunista, nos conquista durante o filme com sua cândura e seu amor pelo marido que a rejeita. Paul Newman nunca esteve tão bonito e atua com tanto carisma que rouba os olhares em quase todas as cenas. Quem vai querer olhar pra outros atores, quando se tem na tela um Paul Newman daquele???

cat on a Hot Tin Roof

One thought on “Cat on a Hot Tin Roof

  1. Fezoca!! Eu também adoro esse filme! Eu tenho uma cópia em DVD e é muito legal. Vi outro dia, com a Bia e chegamos a conclusão de que o filme é muito falado, mas que eles estão MARAVILHOSOS!
    O Paul Newman era um espetáculo mesmo e a Liz Taylor estava linda. Agora o roteiro foi meio “distorcido” por causa da censura na época e só dá pra gente notar a homossexualidade do Paul se tiver muita percepção ou tiver lido a peça do Tennessee Williams.
    Mas o filme é ótimo, eu acho.
    Beijocas felinas!

Comments are closed.