[* em reedição super-espetacular…]
Eu vi um filme com o Burt Reynolds!!
E foi super divertido! Eu decidi assistir, depois de ver uma bizarra cena inicial, onde um Reynolds tradicional – de roupeta estilo Elvis Presley 70’s, costeletas e bigodão – levava xingo de uma perua morena, bronzeada, toda suada e vestida de vermelho vaporoso. Ela dizia: ‘only a m-o-r-o-n watches one football game after another….’ [enquanto ele assistia a um jogo na tv] e depois de tentar inutilmente seduzi-lo, ela o agride com palavras delicadas, quase cuspidas, como ‘you are a WHORE!’ e ‘You All American Son-of-a-Bitch!’. Ele dá uns sopapos na cara dela, que fica caída no chão, blasfemando, enquanto ele sai dirigindo o carrinho esporte dela e bebendo whiskey num copo de cristal [ha ha ha! nunca ri tanto!]. Ela chama a polícia, que o persegue, numa cena clássica de ‘chasing’ pelas ruas da cidade, com os carros dos policiais batendo e tombando e o fugitivo Reynolds gargalhando, cantando pneus e bebendo mais whiskey no copo de cristal!! Depois de despistar os policiais, Reynolds joga o carro da perua no mar e vai encher [mais] a cara num bar. Lá dois policiais com o riso frouxo, embora durões, o encontram e travam um diálogo hilariante [ preciso dizer que o Reynolds é um crack up, que faz piadinhas de tudo e todos!] e acontece um bate-leva, até que os cops dominam o revoltado Burt e o levam pra cadeia.
Depois dessas cenas iniciais eu TINHA que ver o tal filme!!
Paul Crewe é um ex-jogador de futebol americano em total decadência [vide as cenas descritas acima]. Ele não liga mais pra nada nessa vida, a não ser encher a cara e ser irônico. Quando ele vai pra cadeia [ e lhe cortam o cabelo e raspam o bigode trademark – notaram como o Reynolds sem bigode lembra o Marlon Brando??] o bicho pega e ele é escorraçado por ter sido uma ‘estrela’ do esporte e ter deixado tudo lhe escorrer por entre os dedos. No meio da bandidagem, ele é considerado um loser. Ele leva porrada do guarda-chefe, que vai logo avisando que se o diretor da prisão lhe oferecer algo, ele deve recusar. Obviamente que a oferta é para ele treinar o time de futebol da prisão. Ele recusa, provoca a ira do diretor, é mandado para os pântanos, onde trabalha como um escravo e é desprezado por todos. Essa parte do filme dá a chance pro Reynolds praticar um pouquinho do seu talento dramático.
Bom, no final o que acontece é que o diretor o obriga a formar um time de futebol com os detentos, pra jogar contra os guardas [e perder, pra servir de motivação pro time da cadeia]. Daí o Reynolds bota panca de treinador e arregimenta os piores [ou melhores, como queiram] , os mais fortes, malvados e cruéis [mas com um coração bom, é claro – um lá só matou cinco com as próprias mãos, mas é retirado da solitária especialmente para treinar para o jogo]. Depois de muitas cenas de treinamento chega o dia do jogo e o time dos guardas está correndo o risco de perder para o time dos detentos, batizado de The Mean Machine. Eles têm até um grupo de cheerleaders travestis! Durante o jogo, o diretor ameaça o Reynolds de incriminá-lo por algo e enfiá-lo na prisão por trinta anos e o obriga a conduz o The Mean Machin para a derrota. Mas a crise de consciência pega tão forte, que o ex-jogador decide ajudar o time dos bandidos a vencer a partida nos últimos minutos. As cenas do jogo [apesar de eu não entender nada de futebol americano] são deliciosas! No final o Mean Machine vence e sabemos que o Reynolds vai apodrecer na cadeia, mas nessa altura do campeonato ninguém mais quer saber desses ínfimos detalhes. Só queremos que os detentos [os injustiçados e oprimidos!] se vinguem dos guardas! O filme está catalogado como comédia e foi realmente uma ótima diversão. Se vocês assistirem, notem o cabelo da secretária do diretor da prisão – é a coisa mais esdrúxula que eu já vi no cinema em anos!!! Bom, preciso escrever aqui o nome do filme, né? É The Longest Yard, dirigido pelo Robert Aldrich [ De What Ever Happened to Baby Jane?] em 1974. Ah, que delícia que foi a década de 70, quando o Burt Reynolds era um símbolo sexual e fazia filmes como este!!!

longestyard.jpg

One thought on “The Longest Yard

Comments are closed.