O Festival Wigstock, de 1995, em New York virou um filme, que teve uma passagem bem breve pelos cinemas. Foi tão breve, que eu não consegui ver. Finalmente, depois de oito anos, pude assistir ao documentário na tevê. Achei divertido e colorido. Algumas das drag queens são muito impressionantes – bonitas e figuraças. Uma delas é o hoje famosérrimo Ru Paul. Muitos números musicais e depoimentos. Adorei os nomes das rainhas – Alexis Arquette, Candis Cayne, Flotilla De Barge, Chloe Dzubilo, Mistress Formika, Donna Giles, Girlina, Tabboo!, Miss Understood, Crystal Waters, Wendy Wild….Teve até a Debby Harry e a Dee-Lite, que sumiu do mapa totalmente e eu nem lembrava mais que ela existia!