O western em preto e branco, dirigido impecavelmente por Fred Zinnemann, deu um Oscar de Melhor Ator à Gary Cooper e marcou a estréia nas telonas da futura princesa Grace Kelly.
High Noon foi considerado uma propaganda comunista, a resposta às perseguições perpetradas na indústria do cinema na década de 50. John Wayne disse que o filme era anti-americano. Digam o que quiserem, o filme é uma obra-prima!
Depois de cinco anos numa prisão, o bandido Frank Miller [ Ian MacDonald], volta à cidadezinha onde ele mandava e desmandava, para matar o xerife [Gary Cooper] e o juiz [Otto Kruger] que o colocaram na prisão. Ele conta com a ajuda de três comparsas, que passam o filme esperando por ele na estação de trem da cidade.
O juiz foge, mas o xerife resolve enfrentar os bandidos e não recebe o apoio nem a ajuda de nenhum membro da comunidade. Ele é corajoso, orgulhoso, tem senso da sua obrigação naquela situação. Mas durante a hora que ele passa procurando por ajuda e sendo rejeitado, o xerife vai sentindo também medo e angustia. Quando o trem chega na cidade, ao meio-dia em ponto, o xerife sabe que está condenado, que vai morrer. Mas enquanto todos na cidade se escondem e silenciam, o xerife contínua em pé, firme, decidido, esperando pelos violentos e vingativos bandidos.
High Noon tem um detalhe interessante, pois a hora passada no filme é uma hora real, combinada com o relógio do espectador, que também se angustia ao ver os minutos passando. É um filme sobre caráter, ideologia, coragem e determinação. O xerife é abandonado pela comunidade que ele serviu por anos, mas em momento algum desanima das suas convições e seu senso de dever. A vergonha é dos covardes que lavam as mãos, por medo ou por descaso. O xerife joga finalmente a sua estrela no chão e deixa a cidade que lhe virou as costas. Mas não antes de fazer o trabalho que lhe era esperado.
Um filme lindo e poético.

cooper&kelly

2 thoughts on “High Noon

  1. Fer, que texto lindo!! E está perfeito! O filme é isso mesmo. Adoro High Noon e o Gary Cooper era o máximo mesmo. A tensão desse filme é muito bem trabalhada e o relógio passando, o aguardo do trem que vai chegar… nota dez! Fiquei com vontade de rever!
    Beijoca!
    (P.S.: Eu mando “gravar sua info” e ele não grava… Pq será?)

Comments are closed.