Fomos ver o último filme dos irmaos Coen e eu fiquei com a impressão de que eles estão descendo a ladeira… Desde Intolerable Cruelty que os Coen parecem ter adotado uma nova maneira de fazer filmes. Sinto saudades de filmes como Raising Arizona, O Brother, Where Art Thou?, Fargo e o meu favorito, The Big Lebowski.
The Ladykillers tem a marca dos Coen – os bonzinhos da história sempre se dão bem, mesmo que de uma maneira indireta e os maus vao pro inferno, é claro. Desta vez, os Coen vão até o Mississipi, onde um bando de ladrões liderados pelo sofisticado Professor G.H. Dorr [Tom Hanks] planeja roubar um cassino, cavando um túnel que parte do porão da casa de Marva Munson [Irma P. Hall], uma senhora víuva que aluga quartos. Os ajudantes do Professor passam o filme brigando e a landlady é uma pedra no sapato de todos. No final, o problema maior é quem vai eliminá-la.
O filme tem cenas engraçadas, o personagem de Hanks é carismatico [declamando Edgar A. Poe], a trilha sonora é recheada de blues, hip-hop e gospel, mas ficou faltando alguma coisa…. The Ladykillers é a refilmagem de um filme inglês de 1955, com Alec Guinness. Talvez o segredo dos excelentes filmes dos irmãos Coen está na originalidade dos roteiros. Este, adaptado por Joel Coen, não funcionou tão bem.

3 thoughts on “The Ladykillers

  1. olá. legal, esse blog temático.
    eu até gostei de intolerable cruelty, achei o casal principal bem carismático. mas o filme não é tão criativo qto os anteriores dos coen.
    gosto bastante é do O Brother, acho maravilhosa a fotografia, e tem tiradas ótimas.

  2. “Intolerable Cruelty” eu nem tive coragem de ver. “THe Ladykillers” parece pelo menos interessante, embora eu concorde que um dos segredos dos irmaos Coen esteja mesmo na originalidade dos roteiros. “The Big Lebowski” tambem eh o meu favorito e preciso rever! Ate hoje rio lembrando dos niilistas.

Comments are closed.