Charada para todos os amantes de cinema: Como fazer um filme que tenha ação, mistério, romance, comédia e charme de sobra, na medida certa, sem ser comum e que se mantenha interessante e atraente durante muitos e muitos anos?
Resposta: Pedindo Stanley Donen para dirigir, Cary Grant e Audrey Hepburn para estrelar e escalando Walter Matthau, George Kennedy e James Coburn como vilões. Ah! Detalhe importante: filmar em locação na cidade luz Paris. Explore cenários conhecidos como Notre Dame, os jardins de Luxemburgo, Palais Royal entre outros. Contrate Givanchy para desenhar o figurino de Audrey e a faça falar algumas tantas frases em francês impecável. Construa um roteiro onde o herói do filme pode ser vilão e o vilão brinca de ser herói. O final do filme revela um perfeito esconderijo para uma fortuna em dinheiro que estava o tempo todo na cara de todo mundo e ninguém viu! Faça com que a personagem da mocinha não seja uma mocinha boba e indefesa. Ela é beeem mais nova do que o herói do filme, mas ela o ataca o máximo possível, tantando seduzi-lo em todos os momentos. Ele recusa o tanto que consegue e essa tensão é paralela à tensão de tentarmos descobrir quem é verdadeiro vilão e onde está o que ele procura.

charadeparade.jpg

Charade, de 1963 é tudo isso e mais um pouco. Uma nova versão foi feita não tem muito tempo, e todos os envolvidos são muito bons, mas não deu certo. Faltou algo. Eu arrisco dizer que além de Audrey Hepburn ser insubstituível, a originalidade do filme não pode ser repetida. Não sou contra remakes (eu gosto muito do remake de Psicose!) mas esse não foi o caso. Audrey e Cary Grant conseguiam ser charmosos, bonitos, engraçados, dramáticos e tudo isso ao mesmo tempo. Outra razão talvez seja porque Stanley Donen tinha uma mão leve e sabia dosar na medida certa romance, comédia e suspense. Bem parecido com o mestre Hitchcock.
“How do you shave in there?”, ela pergunta apontando para o furinho no queixo dele.
Ela: “Do you know what’s wrong with you?”
Ele: “What?”
Ela: “Nothing?”
Impossível não se apaixonar…

charade6.jpg

3 thoughts on “Charada

  1. Adooooooro a Audrey! Fiquei com vontade de ver esse filme. Eu adoro “Como Roubar 1 Milhão de Dólares”, além, claro, dos clássicos dela.

Comments are closed.