Esse era um filme ‘encalhado’. Um daqueles que você começa a ver, pára, começa a ver, pára, começa a ver, mas nunca termina, nunca consegue ir além dos vinte primeiros minutos. Eu sempre tentava analisar por que – seria a minha antipatia crônica irremediável pela Barbra Streisand, ou seria porque nunca achei que o Robert Redford combinasse com aquele papel, ou porque não sentia nenhuma química entre os dois atores. Não sei! Como nunca nem cheguei a terminar de ver, nunca tirei nenhuma conclusão à respeito desse meu bloqueio com relação ao filme do Sydney Pollack.
Ontem The way We Were foi reprisado pela milhonésima vez e eu então decidi que iria assistí-lo até o fim. Me forçei, como se força uma criança rebelde à tomar banho, comer bife de fígado, pentear o cabelo, arrumar o quarto. Fazendo inúmeras caretas, bufando de irritação, eu finalmente vi o filme inteiro, até o The End.
E cheguei a conclusão que eu deveria ter seguido o meu instinto e deixado a coisa como estava. Peloamordedeus, que filme chato, que coisa falsa, a Barbra Streisand não me convenceu como a ativista política de esquerda apaixonada pelo escritor em cima do muro. Ah, eu preciso frisar que eu DETESTO a Barbra Streisand, com suas unhonas enormes, seu narigão adunco, seus olhos vesgos, seu cabelo desgrenhado, suas interpretações musicais cafonas, suas voz de gralha…. E em The Way We Were ela esta particularmente insuportável, mendigando o amor do bonitão Redford, gritando frases chavões de pentelhos comunistas e fazendo barulho pra tomar bebidas – sabe aquela chupada, shrumfffff????? Arghhhh! Não, não, não!!! Não quero ver, não quero ouvir, alguém por favor de um tiro na tevê, me faça desmaiar com uma paulada, me poupe!
E ainda tive que agüentar aquela músiquinha chorosa tocando incessantemente…….. “memories, like the corners of my mind, misty water-colored memories, of the way we were… of the way we were…..”

5 thoughts on “The Way We Were

  1. Essa Rosalba ( Que nome ridículo) é uma frustrada. Não tem o que fazer e vai fazer comentários invejosos no blog dos outros. Vai crescer garota…

  2. [tentei comentar lá embaixo, mas não me deixaram:] eu também vi Eternal Sunshine no repeat… é incrível, não? Charlie Kaufmann é demais!

  3. Gostei do filme. Me identifiquei bastante com o filme. E sou loucamente apaixonada por Robert Redford.
    Beijos,
    Rosalba Maria Vaz de Mello e Pinto
    (31)3272-2566.

  4. Moa, o Gabriel fechou TODOS os comentaros dos blogs [talvez ate do seu, melhor voce checar] por causa dos ataques de spammers. So deixou o ultimo aberto, mas voce pode abrir quantos quiser manualmente, so republicando o post e escolhendo a opcao open pros comentarios. Essa foi a unica maneira que encontramos de acabar com aquela loucura.
    Beijao!
    * teremos coisas boas de ler escritas por voce aqui em breve?? 😉

  5. Fer!! Eu não consegui colocar comentários nos posts com a foto dos Matts (o Modine e o Mac). Por isso estou deixando aqui. Eu não sei o que aconteceu, mas não importa. Eu ADORO o Mathew Modine! Sempre gostei. E não sabia que o Ursão parecia com ele. Na verdade, nunca tinha reparado nisso, mas vc tem razão.
    E a foto do McConaughey tá mesmo DEMAIS!! Tb adorei o jeans! hehehehe!! Pena que ele não fez mais nada que prestasse. Eu tenho outra foto dele que é o máximo. Vou te mandar. ;^))
    Beijocas mil!
    Ah! Eu gostava de The Way We Were, mas só por causa do Robert Redford, bem ruivo e bonito.

Comments are closed.