ele viu. eu não vi.

Eu continuo firme na minha decisão e fazendo parte da porcentagem da população que não quer, nem vai ver o filme do inglês Paul Greengrass, United 93. Já o meu marido quis e foi ver. É raríssimo ele ir ao cinema sozinho. Essa é uma diversão que gostamos de fazer juntos. Mas dessa vez eu nem pisquei – pode ir sem mim. E ele foi. Quando ele voltou eu não perguntei nada, pois não quero saber. Ele também não disse nada. Já fui pega de surpresa com o trailer, que me deixou com o estômago duro, e com o segmento onde o diretor explica porque decidiu fazer o filme e mostra depoimentos de famíliares de alguns dos passageiros daquele vôo, que me fez chorar cãntaros. Chega!

2 thoughts on “ele viu. eu não vi.

  1. Oi Fer, linkei vocês no meu blog, espero que não tenha problemas. Beijão. Ah, infelizmente eu quero ver do Paul Greengrass, não por diversão, mas porque considero o cinema como uma ferramenta de reflexão. AS HORAS, por exemplo, eum filme tenso, não é divertido, mas é um dos melhores que já vi. É diferente, por exemplo, dos “almodóvar”, que unem reflexão e entretenimento. Mas entendo sua opinião.

  2. Eu acho que vou querer ver, sim, apesar de normalmente evitar filmes que me embrulhem o estômago. Ouvi falar que é um bom filme e não faz o gênero maniqueísta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *