O Mês da Bette Davis

Moa, você sabe que toda vez que vejo a Bette, lembro de você, né?
Pois então, até parei pra olhar quando vi a foto dela – linda e loira – na capa do guia de tv chumbrega que vem com o jornal e que o Uriel usa pra saber quando e onde vai ter jogo de basquete. É um guia de papel jornal, horriveRRR. Mas o da semana passada tinha a Bette Davis na capa, anunciando um documentario feito pelo TCM que iria inaugurar o Mês Bette Davis no canal. O documentário de duas horas, chamado Stardust: The Bette Davis Story, passou na quarta-feira, quando eu tive picnic da Brazil in Davis. Entao só vi a meia hora final, com imagens dela ca-qué-ti-ca…. que deprimente! Falaram até um pouquinho mal dela, de como ela afastava as pessoas e era exigentíssima com tudo, com depoimento de ex-marido, da filha traidora – que quando ela morreu disse nao ter sentido nada! E o filho, que chorou emocionado dando o depoimento. Uma pena eu ter perdido o resto. Deu pra pegar um lance dela com a mãe dominadora, Ruth Davis. Estou chovendo no molhado, né? Porque você deve estar careca de saber tudo isso. Mas pra mim foi a primeira vez. Depois teve aquele depoimento dado pela Meryl Streep que sempre passa, onde tem imagens lindas da Bette. Nada de velhice caquética exposta. Depois comecou um filme com a Bette – The Cabin in the Cotton de 1932, voce já viu esse? Ela com 24 anos, linda, toda loira, bem loira como a MM, fazendo uma mulher sedutora numa fazenda de algodao no sul dos EUA. Ela pega no pé do caipirão-herói do filme… Nossa, parecia tudo HORRIVER, com exceção da Bette… Eu até queria ver o filme, mas já eram 10:30 pm e eu capotei… zzzzz! Neste mês então teremos muitas Bette Davis. Se eu conseguir assistir alguma coisa inteira, comento com você. Vamos receber visitas amanhã, o sogro do Gabe com a esposa. Ficam até quarta. Já viu…..!! 😉
BeijaOO! Fer

2 thoughts on “O Mês da Bette Davis

  1. Ah, que coisa maravilhosa essa temporada Bette Davis! Outro dia assisti aquele filme que se passa em Londres e ela é a slut desaforada que atormenta a vida do mocinho. Como se chama mesmo? Fico imaginando as tias do meu pai vendo no cinema nos anos 30. “Oh, que boa bisca!” 😉

  2. OBA!!! Mês Bette Davis é sempre algo MUITO ESPECIAL! Eu NUNCA vi ou ouvi a Meryl Streep falar sobre a Bette Davis. A D O R A R I A ver isso! Vi um especial desses, mas narrado e apresentado pela Jodie Foster.
    Realmente, Fezoca, você “choveu no molhado” (pra mim) pois eu já sabia tudo isso. Hehehehehehehe. Mas eu sempre adoro o seu ponto de vista tão peculiar sobre qualquer coisa. Me divirto até lendo um post desses. :^D
    Nesse filme, Cabin in the Cotton, tem uma das falas mais famosas da Bette: “I’d love to kiss ya, but I’ve just washed my hair!”
    Hehehehehe!
    Beijocas,
    Moa Davis

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *