James Bond e a Evolução da Humanidade

ursula.jpg

Eu sempre adorei a Ursula Andress. Pin up por natureza, foi amiga íntima de James Dean, casou-se com John Derek e depois com Harry Hamlin. É a bond girl por excelência, a número 1. Como não admirá-la? Como atriz ela nunca se destacou de fato, mas sua imagem está marcada em celulóide para toda a eternidade, na praia, de biquini, saindo do mar ao encontro do James Bond original (e imbatível) Sean Connery, em Dr. No.

ursula_007.jpg
halle_007.jpg

Com o passar dos anos as bond girls foram ganhando papéis mais ou menos importantes até culminar na participação da oscarizada Halle Berry fazendo uma referência e homenagem à bond girl original, em Die Another Day.
No mais recente filme da série, Casino Royale, a ser lançado no Brasil em breve, as formas voluptuosas a saírem do mar não são femininas, mas – pasmem – do próprio James Bond. Daniel Craig, o próximo ator a vestir a pele do super agente secreto, está em excelente forma e, mesmo não sendo tão bonito como os antecessores é, definitivamente, o mais sexy (com a exceção de Connery, é claro, já que, nesse caso, não há comparação!). E é nesse ponto que o meu sentido-subtexto fica em alerta. Quando as atenções em relação à nudez em um filme de 007 não estão voltadas para a bond girl, mas para o bond man em pessoa, é sinal dos tempos. Mudanças na preocupação em agradar a todos na platéia, a arriscar mais e romper alguns padrões. Daniel Craig nos faz pensar em Ursula Andress e Halle Berry e, quem sabe um dia, o agente secreto 007 seja uma mulher e as pin ups sejam masculinas. Se isso acontecer, e eu não duvido que seja possível, Daniel Craig terá sido o precursor dos bond boys. E mais voluptuoso do que isso vai ser difícil de arranjar, não? Isso é que é “evolução da humanidade”, na minha humilde opinião. ;^)

craig-speedosss.jpg

craig-bond-small.jpg

6 thoughts on “James Bond e a Evolução da Humanidade

  1. eu não consigo conter a vontade de rir quando vejo o Daniel Craig porque desde Munich acho ele a cara do… Ted Boy Marino. Hahaha.
    Mas achei o filme ótimo. Sim, eu sou facinha, nem de longe exigente, muito raramente eu detesto um filme o suficiente pra não enxergar nada mais. Só que o Daniel Craig é um James Bond machão, no bom sentido, e eu sentia falta dessa pose no Pierce. E os gadgets que ele tem são super verossímeis, embora impossíveis, o que eu gosto. A mocinha é má e linda de morrer. A história é simples. E o mais importante: Sua Majestade CHOROU quando viu o filme(ela é fã de 007). Tudo isso me deixou feliz demais e eu gostei de Cassino Royalle mais ainda. E mais uma vez os créditos iniciais são lindos. E pra completar o Ted-Boy-Marino-do-ano-2000 realmente bate um bolão saindo da água de sunga ;))

  2. Moacir, tudo muda… a vida muda, as pessoas mudam, então, o James Bond têm de mudar, não é mesmo? O tempo passou, ele perdeu o respeito de antigamente, quebra as regras com mais facilidade, apanha mais do que antigamente (Sean Connery não apanhou tanto quanto Pierce Brosnan, disso pode ter certeza!). Quanto às Bond Girls? Não sei se Eva Green foi uma boa escolha. Gostaria de ver Monica Belluci como Bond Girl (mas aí, meu caro, é querer demais!). Abraços do crítico da caverna.

  3. Oi Moacir e Fer… Pois é. Agora é a vez da Eva Green. Todo mundo torceu o nariz para o novo filme do agente, mas há quem garanta que é muito bom!
    Abs

  4. Moa, eu sinceramente nao sei o que esse hômi tem, pois ele realmente nao eh bonito se comparado com certos modelos, tem um sorriso feio cheio de dentes feios, mas o-h-m-a-y-g-o–ooo–d, ele eh sexy! uff!
    Nao sei se eu vou ver esse filme, porque nao aguento mais essas coisas de carro rolando, pulos de aviao, etc. Mas por ele eu ate aguentava… num aguentei um monte de lixo, ele em filmes menores? 🙂
    beijos,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *