Acordei toda suada e assustada às 12:30am com o som de gritos pavorosos de uma mulher. Ainda deitada e de olhos semi-cerrados consegui sentir e ouvir as batidas do meu coração acelerando. Pensei – é a minha inquilina! algo está acontecendo com ela! Abri a janela, olhei para o quintal e para o estacionamento do pequeno shopping center que fica atrás da minha casa. Os gritos pareciam vir da rua. Chamei o Uriel, que trabalhava no escritório – você tá ouvindo os gritos? tem uma moça gritando na rua. Estava completamente atarantada, ainda zonza de sono, entrei no banheiro e sentei na privada. Ele veio até o quarto, olhou, olhou lá fora e de repente esclamou – Fer, os gritos são na tevê! são na tevê! Os gritos horrorosos que me acordaram vinham do filme do Ingmar Bergman, Fanny & Alexander, quando a mãe passa a noite em volta do caixão do pai morto, soltando gritos guturais. Desliguei a tevê e voltei a dormir. Preciso perder esse mau hábito de dormir com ela ligada.

3 thoughts on “Um péssimo hábito

  1. Nega Querida, “Fanny & Alexander” é um dos meus filmos prediletos, considero um filme mágico de tão lindo! Nega, ontem assisti “Don´t Come Knocking”, do Wim Wenders com o Sam Shepard, cê já viu? Que filme lindo!!! Eu AMO aquela artista, a Sarah Polley! Beijocas, Lu

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *