followthefleet_1.jpg followthefleet_2.jpg
followthefleet_3.jpg followthefleet_4.jpg
followthefleet_5.jpg followthefleet_6.jpg
followthefleet_7.jpg followthefleet_8.jpg

O filme de 1936 é mais um veículo para os rodopios e cantorias da dupla Ginger Rogers e Fred Astaire. Só que em Follow the Fleet eles não são o único par romântico e dividem a torcida para um final feliz com Harriet Hilliard e Randolph Scott. A diferença também é que neste filme Astaire só veste o tuxedo para o número final, Let’s Face the Music and Dance. Na maior parte do filme, Astaire está vestido como marinheiro, se esforçando ao ponto da caricatura para dar crebilidade ao seu personagem “blue collar’. Todos os números musicais de Irving Berlin são maravilhosos, mas eu adoro um em particular, que acontece um pouco antes de Astaire e Rogers se reencontrarem no clube onde ela trabalha. Rogers canta de uma maneira fofíssima, Let Yourself Go e depois do reencontram eles dançam divinamente numa competição e ganham o troféu, é claro! Lucille Ball faz uma pontinha e praticamente rouba as duas cenas em que ela aparece, com um vestido super sexy e fazendo umas caras totalmente hilárias. E Betty Grable aparece em uma outra pontinha, como backing vocal na apresentação de Let Yourself Go.

4 thoughts on “Follow the Fleet

  1. André, corre lá ver!
    Roberto, é realmente o maximo, nao? Fiquei interessada nessa caixa da Metro. Vou procurar. Eu tenho uma caixa [sao duas] dos filmes de Ginger&Fred. Custei a sacar que O Picolino eh TOP HAT! Mas que titulo esdruxulo! 🙂
    abcs!

  2. Ah, Fer, obrigado! Que nostalgia! relembrar o tempo em que Hollywood exaltava os olhos com seus maravilhosos musicais (com destaque para a supremacia do Metro-Goldwyn-Mayer sobre as demais produtoras de cinema). Como esquecer de Astaire, Rogers, Gene Kelly, Leslie Caron, Donald O’connor? Simplesmente sublime! Assisti Follow the Fleet recentemente junto com uma coleção de 8 DVDs (uma caixa comemorativa da Metro). Vi em três finais de semana). Maravilhosos! Recomendo O Picolino.
    (http://claque-te.blogspot.com): Carne Trêmula, de Pedro Almodóvar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *