bodydouble1.jpg

Fui fazer um exame chamado Magnetic Resonance Imaging [MRI], quando fui colocada inteira dentro de uma máquina que é um tubão estreito e fechado. Quando entrei, de olhos abertos, e vi o teto do tubo encostado na minha cara, pirei! Minha respiração acelerou de uma maneira descontrolada e eu me senti desesperada. Queria mesmo era sair dali, mas tinha que fazer o tal exame. Fechei os olhos e comecei a cantar mentalmente uma musica do Creedence Clearwater Revival, tentando me imaginar dançando de braços abertos num campo cheio de flores. Consegui ficar dentro da máquina por mais de trinta minutos, sem apertar o botão de pânico e terminei o exame sem dar bafão. Mas além de cantar e dançar mentalmente para controlar meus nervos, também passei cenas de um filme na tela do meu cinema particular. Enfiada dentro daquele estreito tubo, lembrei imediatamente do Craig Wasson dentro de um caixão, vestido de vampiro, tendo um ataque de claustrofobia nas cenas iniciais de Body Double do Brian de Palma. Fui relembrando muitas cenas e agora quero muito rever esse filme.
Em Body Double o herói é claustrofóbico. E em Vertigo de Hitchocok, o filme inspiração de De Palma, o herói tem vertigo. Eu não sou heroína de nada, nem de filme nenhum, mas pelo jeito tenho duas coisas em comum com os personagens de Craig Wasson e James Stewart. Oh, well….

2 thoughts on “no tubo

  1. Fezoca!! Minha irmã trabalhou numa clínica, durante uma época, e como psicóloga o trabalho dela era preparar os pacientes que iriam entrar nesse tubo e fazer esse exame. Ela disse que várias pessoas piravam lá dentro. Hehehehe. E eu rio de nervoso pq também teria que cantar e dançar na minha mente pra me distrair da claustrofobia. Só que eu me imaginaria cantando aquela música do Hair… “When the moon is in the seventh house… and Jupiter…” Com flores na cabeça, em pleno Central Park. Hehehehe.
    Ah! Eu TENHO Body Double e ADORO esse filme! Se bem que o que eu mais gosto no filme é a Melanie Griffith que mostrou nesse filme como era talentosa e especial.
    Beijocas e depois me conta o resultado.

  2. Esse exame é HORROROSO! Da primeira vez que fiz apertei o botão de pânico sem querer várias vezes. Felizmente agora compraram uma máquina nova, que em vez de ser um tubo é uma panqueca, aberta de todos os lados. Uff, já não sinto medo de estar a ser enterrada viva.
    Espero que esteja tudo bem com você *
    Beijão *

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *