Quem não gosta de musicais?

Quem não gosta de musicais, bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou não se permitiu a entrega necessária. ;^)
Eu não gostava de musicais até uns anos atrás. Não sei quando isso mudou. Eu gostava do Gene Kelly e da Julie Andrews e sempre gostei da Audrey Hepburn, mas não exatamente pelos musicais que eles fizeram. Depois comecei a me “permitir” mais. A aceitar que num “mundo à parte” era possível a gente se expressar livremente através da música e da dança, não importando onde estivéssemos ou quem estivesse olhando.
Imaginar um mundo onde as ruas de Paris podem ser aquarelas nas quais eu posso entrar (An American in Paris), que o meu quarto é dentro de um elefante (Moulin Rouge), que o frentista do posto de gasolina cantaria para mim ao encher o tanque do meu carro (Les Parapluies de Cherbourg), que o meu barbeiro só se sente completo com suas “mãos de navalha” (Sweeney Todd) ou que eu subiria na mesa de um jantar chique para justificar minha falta de grana e cantaria “I got my hair, my hand, my mouth, I got life, life, LIFE!!” (Hair). Melhor ainda seria declarar meu amor numa ilha grega, à beira do mar, cantando “the winner takes it all” em alto e bom som (Mamma Mia!). A vida certamente seria menos estressante e expulsaríamos todos os demônios de nossas mentes e corações.
Falando em Mamma Mia! é IMPOSSÍVEL não falar de Meryl Streep mais uma vez. Depois de ter feito todo mundo aplaudi-la em The Devil Wears Prada, ela volta a surpreender nesse musical meio “bobo”, super despretencioso mas definitivamente um “feel good movie” como há tempos eu não via. Abaixo um clip do momento mais intenso do filme. Ela brilha, brilha, brilha… >suspiros<

Acho que é por isso que eu gostava tanto daquela série Ally McBeal sobre um escritório de advocacia em que todos se reuniam no banheiro para cantar e dançar ao som de Barry White! Hehehehehehe. Mas voltando aos musicais, não precisa nem de cenários elaborados ou história para nos elevar “up where we belong”. ;^) Basta a música, vozes, coreografia e a fantasia está pronta.

3 thoughts on “Quem não gosta de musicais?

  1. Moa,
    já disse aqui que adoro musicais, né? E por falar em “Mamma Mia!”, lembrei-me de “Canções de Amor”.
    Você já viu? É uma comédia romântica do Christophe Honoré (“Em Paris”), onde as canções – além de encantadoras – tornam cada momento para lá de especial. Tem uma que fala dos amores passageiros X amores duradouros que é es-pe-ta-cu-lar.
    Abração

  2. Oi Moa,
    Não conte a ninguém, mas eu bem que queria ser atriz de musicais, mas no teatro, ao vivo!
    Ai, ai, o fantástico mundo dos musicais…risos.
    Beijos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *