JAWS_Steven_Bruce.png
Não tem coisa melhor do que estar de férias. Mesmo sem uma programação glamourosa, de viagem para o exterior ou coisa do tipo. Ainda assim é um prazer incomensurável a gente poder acordar a hora que quiser sem se preocupar com o salário para pagar as contas. É um mês de liberdade e embora esta esteja condicionada ao seu retorno, ainda assim é um prazer infinito ser dono do seu próprio horário.
Além de ir à praia (comprei até cadeira nova para relaxar nas areias da Reserva) e brincar com os cachorros, eu vou ver e ler FILMES! Comprar DVDs novos, baixar filmes que não estão disponíveis, ir ao cinema, ler livros que estavam esperando por esse tempo livre, dormir em frente à televisão. Ai, ai… >suspiros< Já fui ver Doubt, a nova obra-prima da carreira da querida Meryl Streep. Além da história ser interessante, é sempre surpreendente ver como Meryl consegue se superar a cada novo trabalho.
Como se não bastasse comprei The Deer Hunter, que não via há séculos e nem lembrava muito bem da Meryl. Ela está LINDA, luminosa e sua atuação é tocante. Robert De Niro está MARAVILHOSO e eu não sei porque não comprei esse filme há mais tempo. Talvez seja porque as cenas com a roleta russa não sejam muito agradáveis, mas não dá para ignorar um filme desses. Foram três horas que passaram voando, sem eu sentir. Isso não é qualquer filme que faz.
Baixei She-Devil pela internet. Essa comédia com a Meryl e a Roseanne Barr nunca chegou em DVD por aqui e a cópia em VHS que eu tinha foi perdida para o mofo há anos. É um filme bobo mas delicioso e tem até Sylvia Miles (a mesma de Midnight Cowboy e Heat) fazendo a mãe da Meryl Streep. Adoro!
Mas o melhor das férias, que eu comprei e deixei reservado para esse momento, é a leitura de Hitchcock and the Making of Marnie, livro de Tony Lee Moral que eu importei pela Livraria Cultura. Paguei caro, mas está valendo a pena cada centavo. Não só Marnie é meu filme favorito mas o autor fez um estudo detalhado de TUDO o que envolveu a concepção, roteirização, produção, filmagem e apreciação do filme. É um estudo detalhado de tudo o que aconteceu e como as pessoas mudaram seu ponto de vista sobre o filme ao longo dos anos.
Eu que já ADORO ler sobre cinema, não tenho como não saborear cada página desse livro. Assim como foi quando li Camille Paglia escrevendo sobre The Birds ou um outro livrinho delicioso que li sobre Jaws, do crítico de cinema Nigel Andrews. Todos esse livros, que além da história das filmagens têm pedaços de storyboards, me fazem sonhar com a delícia que deve ser fazer um filme. Mesmo com todas as dificuldades envolvidas.
Falarei mais sobre o “making of” de Marnie em breve.

One thought on “FÉRIAS!

  1. ai, que inveja de ferias… dessas de nao fazer NADA! nao sei o que eh isso ha tantos anos…
    vou ficar na espera dos textos bons e fortes!
    Moa, eu chorei durante o The Deer Hunter inteirinho, do comeco ao fim. vi na epoca, num cinema em Campinas. sai tao arrasada, tao destruida, NUNCA consegui rever… acho que foi esse filme a gota dagua que me fez dar um basta em filmes sobre o Vietna.
    beijoo,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *