Rocco e i suoi fratelli

rocco22.jpg
rocco33.jpg rocco44.jpg
rocco55.jpg

Adoro os filmes do mestre aristocrático italiano Luchino Visconti. Já vi vários e todos me fascinam. Os últimos são mais “belos” no sentido de serem coloridos, suntuosos e elaboradíssimos visualmente. Rocco e i suoi fratelli foi um dos primeiros que eu vi e é mais melodramático e pesado. É a história da mãe que sai do campo, no sul da Itália, e se muda para Milão com seus cinco filhos. O mais velho se envolve com uma garota de programa e ela o abandona um tempo depois. Rocco é um dos irmãos do meio (interpretado pelo absurdamente belo Alain Delon) e encontra com Nadia (a “tal”, interpretada com um fervor inesquecível por Annie Girardot) uns dois anos depois e os dois se apaixonam. Claro, o irmão mais velho fica puto quando descobre o romance e esse é o início do fim das relações familiares.
Tudo é um tanto exagerado. A mãe é dramática como só as italianas podem ser. Os choros (de todos) são exagerados e cheio de gritos. As brigas são escandalosas e espalhafatosas, mas nunca risíveis. É o tipo do filme que parece ter ficado datado pois eu não cheguei a me emocionar como me emociono normalmente em dramas desse tipo. Mas não posso dizer que fiquei indiferente. É um filme belo e com imagens que ficam na memória como o último encontro entre Rocco e Nadia, no telhado da Catedral de Milão, quando ele diz que ela deve voltar para o seu irmão pois ele precisa dela. Enquadramentos belíssimos e, mesmo dublados, maravilhosas presenças de Delon e Girardot.
Adorei.

One thought on “Rocco e i suoi fratelli

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *