I Love You Alice B. Toklas!

I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
I Love You Alice B. Toklas I Love You Alice B. Toklas
alicebtoklas_20M.jpg

Peter Sellers é um advogado trintão na Los Angeles do final dos anos sessenta, levando uma vidinha bem sem graça e sendo levemente pressionado pela namorada para marcar a data do casamento. Até que conhece uma hippie que acaba passando uma noite na casa dele. No dia seguinte ele sai pra trabalhar e ela fica na casa e resolve fazer uma receita de brownies para deixar como agradecimento para o anfitrião. A receita é aquela famosa, da Alice B. Toklas, com um toque verde especial. De volta ao apartamento, o advogado e toda a família, incluindo a futura noiva e os pais, provam os brownies e já dá pra imaginar o que vai acontecer. Depois de comer os “groovy brownies”, a vidinha maçante e careta do advogado muda totalmente. Não vou contar toda a história, assistam porque um filme com o Peter Sellers sempre vale à pena e I Love You, Alice B. Toklas! de 1968 não é exceção.
Anos atrás, adquiri numa loja de antiguidades o The Alice B. Toklas Cook Book, o livro de receitas da companheira da escritora Gertrude Stein, a famosa Alice B.Toklas. Nele, foi acidentalmente publicada uma receita de um brownie de maconha, que evidentemente foi descoberta e virou um frisson durante a revolução do amor nos anos 60. A receita foi uma brincadeira de um dos amigos da Alice, que enviou a receita que acabou passando intacta pela revisão na época. O livro é uma delícia de leitura, relatando com detalhes gastronômicos [e com muitas receitas ilustrativas] os anos em que Gertrude e Alice viveram na França. E também tem lá, pra quem quiser testar com cautela, a intrigante e célebre receita do brownie.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *