The Best Years of Our Lives

Já revi esse filme umas 7543 vezes e em todas elas eu choro e choro e choro. The Best Years of Our Lives é um clássico tear jerker e ganhou sete Oscars em 1946, contando a história de três veteranos voltando da Segunda Guerra e se ajustando à uma sociedade em pleno processo de transformação. Depois de milhares de filmes sobre a guerra, os heróis deixam os campos de batalha e são colocados em outro cenário—obrigados a guardar as medalhas na gaveta e enfrentar a rotina, emprego e crises familiares.
Todas as vezes que revi esse filme, talvez por estar com a vista embaçada pelas lágrimas, nunca tinha reparado no tanto que os personagens bebem e comem. Até que num dia, revendo mais uma vez [e me acabando de tanto chorar mais uma vez] percebi a cena onde o personagem do galante Dana Andrews, um piloto de combate durante a guerra, pega um trabalho preparando sundays, banana splits e vacas pretas no soda counter da farmácia da cidade. Dei um rewind no filme e revi tudo com outros olhos.

The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives

Os três personagens principais, Fredric March, Dana Andrews e Harold Russell, retornam ao país e à cidade onde viviam antes e reencontram amigos e família. A vida não é mais a mesma, nem pra eles que estiveram ausentes por anos, nem para os que ficaram. Harold Russell tem a adaptação mais difícil, já que ele perdeu os braços numa explosão e volta para casa com um mecanismo de ferro no lugar das mãos. Ele é realmente um veterano de guerra sem os braços, o que deixa a história mais impressionante. E ganhou um Oscar de melhor ator coadjuvante pelo desempenho nesse papel, que foi o único da sua breve carreira como ator.

The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives

Fredric March volta ao seu emprego de bancário, mas agora ele tem um problema com a bebida. Dana Andrews volta para a esposa, uma bimbo fútil que logo lhe dá um pé na bunda. Ele decide procurar um emprego na farmácia da cidade e tem um choque ao entrar no local e encontrar um ambiente totalmente diferente, quase uma loja de departamentos. Tudo mudou nas cidades americanas depois da guerra. Os supermercados substituiram os mercadinhos e as grandes drugstores tomaram o lugar do pequeno balcão onde se vendia remédios e produtos de higiene. Andrews começa vendendo perfume e depois vai para o soda counter, onde serve sorvetes.

The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives

Mãe [Myrna Loy] e filha [Teresa Wright] conversam seriamente na cozinha enquanto preparam o almoço, descascando batatas e debulhando ervilhas.

The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives

O filme tem muitas cenas num bar, onde os três amigos se encontram frequentemente para beber e conversar. E também tem cenas em restaurantes, onde a familia de Fredric March vai jantar e dançar, e onde Teresa Wright se encontra com Andrews. Nas cozinhas servem-se o café da manhã, com ovos e torradas feitas numa engenhoca acoplada à porta do forno. E eles comem, bebem e dialogam, tentando entender o papel de cada um nessa nova estrutura. Porque tanto pros heróis quanto pros cidadãos comuns, nunca mais o mundo seria o mesmo como o de antes da guerra.

The Best Years of Our Lives The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives
The Best Years of Our Lives

One thought on “The Best Years of Our Lives

  1. Fer, eu NUNCA vi esse filme. Adoro Teresa Wright e Mirna Loy, mas nunca tive a oportunidade de ver esse filme… Será que vou gostar? Pelo visto é bom pra um dia em que eu esteja precisando lubrificar os olhos, né? Hehehehe.
    Beijo!
    R: eu acho um filme fabuloso, embora seja um classico tear jerker! 🙂 beijo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *